Em 24 de agosto de 2011 o FDA (U.S. Food and Drug Administration) enviou informe a respeito do potencial arritmogênico da droga Citalopram, inibidor seletivo da recaptação de serotonina, desaconselhando seu uso em doses superiores a 40mg/dia e ressaltando ausência de beneficio terapêutico (controle de depressão) a partir dessa dose – apesar da informação em bulário de dose máxima 60mg/dia.

No Brasil ele também pode ser encontrado com as seguintes nomes: cipramil, procimax, citta, alcytam e maxapran.

Doses altas da medicação podem interferir na repolarização elétrica cardíaca causando aumento do intervalo QT eletrocardiográfico. Nessa lista fazem parte diversas outras medicações que assim como o citalopram podem causar vulnerabilidade elétrica ao miocárdio e facilitar a indução de arritmias graves como o Torsade de Pointes (taquicardia ventricular polimórfica) e eventualmente morte súbita.

É recomendável que os pacientes procurem seus médicos para melhor avaliação de cada caso, não havendo motivo para interrupção abrupta da medicação, o que poderia causar desconforto e efeitos colaterais.

Pacientes com doença cardíaca estrutural, distúrbios eletrolíticos como hipomagnesemia ou hipocalemia, tratados concomitantemente com outros fármacos pró arrítmicos e baixo peso tem risco aumentado para complicações com esse grupo de medicações e. Esses pacientes devem ter ECG de rotina para acompanhar possíveis modificações do intervalo QT.

Quanto à molécula derivada escitalopram, de mesmo uso terapêutico, até o momento existem apenas relato de aumento de QT em casos de overdose do fármaco.

 

 

 

[1] Kanjanauthai S, Kanluen T, Chareonthaitawee P. Citalopram induced torsade de pointes, a rare life threatening side effect. Int J Cardiol 2008;131:e33–4.

[2] Luchini D, Morabito G, Centini F. Case report of a fatal intoxication by citalopram. Am J Forensic Med Pathol 2005;26(4):352–4.

[3] Jimmink A, Caminada K, Hunfeld NG, Touw DJ. Clinical toxicology of citalopram after acute intoxication with the sole drug or in combination with other drugs: overview of 26 cases. Ther Drug Monit 2008;30(3):365–71.

[4] Topilski I,Rogowski O,Rosso R, et al. Themorphology of theQTinterval predicts torsade de pointes during acquired bradyarrhythmias. J Am Coll Cardiol 2007;49:320–8.

[5] Sodi-Pallares D, Testelli MR, Fishleder BL, et al. Effect of intravenous infusion of a potassium–glucose–insulin solution on the electrocardiographic signs of myocardial infarction. Am J Cardiol 1962;9:166–81.

[6] Meuleman C, Jourdain P, Bellorini M, et al. Citalopram and torsade de pointes: a case report. Arch Mal Couer Vaiss 2001;94:1021–4.

[7] Aström-Lilja C, Odeberg JM, Ekman E, Hägg S. Drug-induced torsade de pointes: a review of the Swedish pharmacovigilance database. Pharmacoepidemiol Drug Saf 2008;17:587–92.

[8] Antzelevitch C. Role of transmural dispersion of repolarization in the genesis of drug-induced Torsades de pointes. Heart Rhythm 2005;2(Suppl):S9–S15.

.

 

Anúncios

Sobre arritmiacardiaca

cardiologista e arritmologista www.niltoncarneiro.com.br
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s